Professor e ex-aluno do DCC publicam livro

O Professor Heitor Augustus Xavier Costa  e o ex-aluno do DCC Igor Ribeiro Lima publicaram o livro intitulado “Sistemas inteligentes para tomada de decisões em mercado de capitais”.

livro heitor

A capacidade da inteligência computacional em mapear sistemas complexos tem se tornado uma ferramenta atrativa, por ser aplicável em processos relacionados ao comportamento de ativos de mercados financeiros. A utilização de técnicas de inteligência computacional é uma das estratégias para prever esse comportamento por usar sistemas não lineares, visto que este sofre influências de vários fatores políticos e econômicos. O objetivo é apresentar a modelagem e uma análise comparativa de sistemas computacionais inteligentes no apoio à tomada de decisão em mercado de capitais, utilizando duas técnicas de inteligência computacional: lógica fuzzy e redes neurais artificiais (RNAs). Essas modelagens ajudam a predizer o movimento do mercado de capitais e obter informações importantes para tomada de decisão por parte do investidor, possibilitando maior ganho em liquidez nas negociações. Em suma, esse sistema fornece apoio a decisão aos investidores que desejam acompanhar suas aplicações financeiras.

 

O livro pode ser comprado pelo site da Amazon: CLIQUE AQUI

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Projeto +40

Matéria da TVU sobre o Projeto +40 desenvolvido pelos alunos do PETI CSI:

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Profissionais de ensino da rede municipal passaram pela 1ª capacitação do projeto Educação Conectada

O projeto Educação Conectada, desenvolvido pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) em parceria com a Prefeitura do município, chegou a mais uma etapa. Nessa quinta-feira (12/3), cerca de 750 profissionais das escolas municipais estiveram no Salão de Convenções da Universidade para receber a primeira capacitação do projeto, ministrada pelo chefe do Departamento de Ciências da Computação (DCC), professor Joaquim Quinteiro Uchoa.

Professores, diretores, orientadores e supervisores receberam os tablets do projeto e, com as instruções do professor Joaquim, tiveram uma introdução à sua utilização. Os profissionais foram divididos em duas turmas (manhã e tarde) e cada uma delas passou por quatro horas de formação.  De acordo com a professora do DCC e coordenadora do projeto, Ana Paula Melchiorio, o objetivo desse primeiro encontro foi auxiliar a equipe do município no contato com o recurso tecnológico, com instruções relativas às formas de manuseio, às configurações e ao acesso ao conteúdo didático já disponibilizado.

Outras etapas de formação dos profissionais para atuação no projeto ocorrerão periodicamente. A próxima atividade deverá ser realizada em abril. Professora Ana Paula avaliou de forma positiva a receptividade dos profissionais. “Percebemos que muitos, mesmo sem familiaridade com as novas tecnologias, no docorrer da primeira capacitação foram se mostrando atraídos pelas funcionalidades dos tablets”, comenta.

A abertura do evento teve a presença da coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Adriana Bertolucci. Ela incentivou a equipe a apostar na nova image027ferramenta. “Agora é a hora de todos perderem a desconfiança em relação à tecnologia, se abrirem às suas potencialidades e empregarem-na na Educação”. Para Adriana, a expectativa do município é de que o projeto contribua na melhoria contínua do processo de ensino-aprendizagem e colabore, assim, para elevar os índices educacionais, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

A Secretária Municipal de Educação Amaryllis Maria Pádua Castro, que também compareceu à capacitação, destacou a importância do Educação Conectada. “Estamos muito confiantes nesse novo instrumento. Hoje não podemos fechar os olhos para a tecnologia e para o que ela pode acrescentar à Educação”, disse.

Com 16 anos de experiência no magistério, a professora Suely Teixeira Botelho, da Escola Municipal Álvaro Botelho, conta que já há algum tempo introduz a informática nas aulas. Ela trabalha atualmente com o primeiro ano do Ensino Fundamental e participou da capacitação. “As crianças ficam muito motivadas a aprender dessa forma, porque a tecnologia já faz parte da realidade de grande parte delas, em casa”, comenta. Suely aposta em recursos como jogos, músicas e filmes para despertar a atenção de seus alunos; por isso, diz que o projeto será apoio importante nas aulas.

image056

Lançado em 2014, o projeto foi desenvolvido no DCC em parceria com o município. Trata-se da disponibilização de acesso virtual a conteúdos didáticos para todos os alunos da rede municipal de ensino, acompanhada de um processo de capacitação e formação dos profissionais das escolas. A Prefeitura adquiriu tablets para uso dos alunos de sua rede durante as aulas e instalou uma rede de fibras ópticas que interliga as escolas e está conectada a um servidor localizado na UFLA, onde fica armazenado todo o material da grade curricular de cada série da educação básica.

Na UFLA, foi feita a criação do ambiente virtual que abriga o conteúdo didático de apoio às aulas. O Portal Educacional foi nomeado como Ambientes Virtuais das Escolas de Lavras (Leva). A configuração dos dispositivos portáteis, o suporte técnico e a capacitação de professores, supervisores e diretores das escolas também são atribuições da Universidade na parceria. Com as capacitações, o objetivo é garantir que a equipe pedagógica do município fique apta a orientar a utilização dos tablets pelos alunos e, se for o caso, a abastecer a nova ferramenta com conteúdos mais específicos.

Para acrescentar novos conteúdos aos já existentes, a prefeitura está formando uma rede de profissionais que ficarão responsáveis por essa tarefa. Qualquer material a ser incluído deverá passar pela avaliação da Secretaria Municipal de Educação. Após o trâmite, os professores poderão procurar o Laboratório de Educação Conectada (Leduc/DCC/UFLA), onde há uma equipe de 42 bolsistas envolvidos com o projeto e aptos a fornecer o suporte necessário.

Nas escolas, os tablets deverão ser utilizados por turmas do 1º a 9º ano do Ensino Fumdamental. Estudantes dos turnos da manhã e da tarde compartilharão os dispositivos, ou seja, o mesmo aparelho será utilizado pela manhã por um estudante e à tarde por outro, otimizando o recurso. Ao todo, o benefício chegará a 11 mil estudantes.

De acordo com a professora Ana Paula, o Educação Conectada tem chamado a atenção de outros municípios, que já procuraram a UFLA, interessados em conhecer o processo.

 

Por: 

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Projeto+40: estudantes da UFLA ministram curso de informática gratuito para pessoas acima de 40 anos

Pessoas com 40 anos ou mais, que possuem dificuldades na área de informática, como utilizar programas em computadores ou até mesmo fazer o uso da internet, terão a oportunidade de se aprimorar. O Projeto +40 é uma iniciativa de estudantes da Universidade Federal de Lavras (UFLA) vinculados ao Programa de Educação Tutorial – Peti Computação e Sistemas (Peti CSI) em parceria com o Projeto Galpão Cidadão.

peti-csi

Qualquer pessoa com idade a partir de 40 anos pode fazer a inscrição no curso, que é aberto a toda comunidade. São 25 vagas e os interessados poderão se inscrever até o dia 11 de março, das 13 às 17 horas, no Galpão Cidadão (atrás do Alojamento Estudantil, próximo à linha férrea).

Os alunos do Peti CSI realizarão as aulas durante quatro meses, três vezes na semana (quarta, quinta e sexta), às 14 horas. O curso é gratuito e terá início no dia 11/3, no Galpão Cidadão.

De acordo com um dos coordenadores do Porjeto+40, Anderson Leal, estudante de Ciências da Computação na UFLA, o curso contemplará aulas introdutórias de Windows (word, excel, e power point), assim como, enviar e receber e-mails e fazer vídeo conferência  para comunicar-se com familiares e amigos distantes. “Além deste conteúdo, todos os dias, reservaremos os últimos minutos da aula para tratarmos de temas de interesse dos participantes, tais como, buscar receitas na internet, fazer pesquisas variadas”, relata Anderson.

Projeto +40

O projeto faz parte do Catálogo de Cursos disponibilizados pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec/UFLA), que reúne os 28 cursos que serão ofertados à comunidade neste ano. Mais informações sobre o Projeto +40 podem ser obtidas por meio do telefone 3829 – 1644 ou pelo e-mail heitor@dcc.ufla.br.

Equipe responsável pelo Projeto +40: Heitor Augustus Xavier Costa (UFLA); Pedro Ivo Vilela Costa (UFLA); Tiago de Souza Nogueira (UFLA); Letícia Lopes de Castro Sena (UFLA); Gabriela Aparecida Santiago (UFLA); Diogo Rodarte Gonçalves (UFLA); Anderson Teixeira Leal (UFLA).

O PETI CSI tem por objetivo desenvolver atividades que agreguem três áreas do conhecimento: Extensão, Pesquisa e Tutoria. Situado no Departamento de Computação na UFLA, o PETI CSI foi fundado no início de 2013, desenvolvendo diversos projetos na área da tecnologia da informação, tendo como destaque os colóquios, e os canais CSI LAB e CSI Social, que disponibilizam cursos para a comunidade.

Site: www.peticsi.dcc.ufla.br/

E-mail do grupo: peticomsisufla@gmail.com

Projeto Galpão Cidadão

O projeto “Galpão Cidadão: potencializando jovens e adultos para o emprego, renda e cidadania na horticultura familiar e informática básica” é desenvolvido pela UFLA em parceria com a Fundação Pe. Dehon, com o apoio da Petrobrás.

O objetivo do projeto é a capacitação de jovens e adultos, de famílias de baixa renda residentes em Lavras/MG, buscando potencializá-los para o trabalho e geração de renda numa perspectiva de cidadania plena.

O projeto desenvolve duas linhas de ação:

– Capacitação para informática – operação, montagem e recuperação de microcomputadores, numa perspectiva de profissionalização para o mercado de trabalho e empreendedorismo.

– Capacitação em horticultura, visando o aproveitamento dos quintais das residências, com o cultivo de hortaliças para consumo familiar e comércio local.

Texto: Camila Caetano – jornalista bolsista/UFLA
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Distribuição de disciplinas do DCC

Segue link com a distribuição de disciplinas do DCC, contendo o professor responsável por cada disciplina ofertada pelo Departamento.

Distribuição de disciplinas

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Aplicativo desenvolvido na UFLA é vencedor do 3º Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web

O aplicativo WebHelpDyslexia, desenvolvido no Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Lavras (UFLA), conquistou o primeiro lugar no 3º Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web Todos@Web, na categoria “Aplicativos e Tecnologias Assistivas”.  O aplicativo foi desenvolvido pelos estudantes do curso de Sistemas de Informação Luís Otávio de Avelar e Guilherme Camilo Rezende, sob a orientação do professor André Pimenta Freire.  A solenidade de premiação foi realizada no dia 5 de dezembro de 2014, no auditório do Memorial da Inclusão, em São Paulo-SP.

O Prêmio Todos@Web é uma realização do escritório brasileiro do World Wide Web Consortium (W3C) – órgão internacional responsável pelos padrões utilizados na Web em todo o mundo, em parceria com o Comitê Gestor da Internet do Brasil (cgi.br) e com o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (nic.br).  O prêmio também tem apoio governamental por meio da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do estado de São Paulo.

O principal objetivo do prêmio é o de promover a acessibilidade do conteúdo Web para melhorar a inclusão de pessoas com deficiência no acesso a diversos serviços ofertados na Web, incluindo educação, lazer, compras, finanças, dentre inúmeros outros.

Na avaliação do professor André Pimenta, a obtenção desse prêmio é um grande avanço para o reconhecimento e consolidação das pesquisas realizadas na UFLA na área de acessibilidade, além de demonstrarem o comprometimento da instituição com o desenvolvimento de pesquisas voltadas para a inclusão de pessoas com deficiência e com o desenvolvimento social.

premio-todos-web

Os três finalistas da categoria “Aplicativos e tecnologias assistivas”, com o estudante da UFLA Luis Otávio de Avelar à esquerda, representando o aplicativo WebHelpDyslexia

Forma e conteúdo acessíveis

O aplicativo vencedor do prêmio, o WebHelpDyslexia, tem como objetivo auxiliar na leitura de conteúdo por pessoas com dislexia.  Essas pessoas podem ter dificuldades com leitura e compreensão de textos que podem ser agravadas pela forma como o conteúdo é apresentado, incluindo fontes de texto que dificultam a leitura, tamanho do texto, parágrafos mal organizados, palavras de difícil compreensão, e mesmo dificuldade de concentração com textos muito longos e densos.

O software tem diversas funcionalidades para permitir mudanças em qualquer página Web e para ajustar às diferentes necessidades que pessoas com dislexia podem ter, como troca de fonte, tamanho e cor de texto e fundo em páginas Web, remoção de itálico e negrito, ajustes de espaçamento e alinhamento de parágrafos, além de uma ferramenta que funciona como uma “régua de leitura” para auxiliar na concentração e um dicionário de sinônimos.

O aplicativo pode ser instalado sem custos a partir da Google Store

exemplo_webhelpdyslexia

 

Tela com exemplo do WebHelpDyslexia, com adaptação de notícia do site da UFLA com alteração para acessibilidade

Núcleo Alcance

O desenvolvimento do aplicativo foi feito no contexto do Núcleo de Pesquisas em Acessibilidade, Usabilidade e Tecnologia Assistiva – Alcance -, em projeto coordenado pelo professor André Pimenta Freire.  O Núcleo Alcance, atualmente filiado à rede do Centro Nacional de Referência em Tecnologia Assistiva (CNRTA) do Governo Federal, também desenvolve outros projetos voltados para a inclusão de pessoas com deficiência, como o Projeto AudioWeb (financiado pelo CNPq), coordenado pelo professor José Monserrat Neto, que auxilia pessoas cegas na leitura de imagens.

Outros projetos também podem ser destacados, como o voltado para leitura de fórmulas matemáticas para pessoas com deficiência, acessibilidade de dispositivos móveis (financiado pelo CNPq) e acessibilidade de ambientes virtuais de aprendizagem. Muitos projetos são desenvolvidos em parceria com instituições nacionais de referência, como a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), além de parcerias internacionais com a University of York e a Queen’s University Belfast, no Reino Unido.

O Alcance tem colaborado de maneira muito próxima com os trabalhos de apoio a estudantes com deficiência desenvolvidos pelo Núcleo de Acessibilidade da UFLA (Naufla) e com organizações da cidade de Lavras, como o Centro de Educação e Apoio às Necessidades Auditivas e Visuais (Cenav), a Associação de Pais e Amigos dos Surdos e Cegos (Aspac) e o Conselho Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência (Comdef).

Formação em Acessibilidade

Os trabalhos desenvolvidos na área de acessibilidade também tem tido outros importantes desdobramentos com a integração entre ensino, pesquisa e extensão.  No segundo período letivo de 2014, o professor André Pimenta ofertou, pela primeira vez, a disciplina eletiva “Acessibilidade em Sistemas Computacionais – GCC223″.

“Nessa disciplina, os estudantes tiveram contato com conceitos e técnicas para o desenvolvimento de sistemas computacionais acessíveis para pessoas com deficiência, muito valiosos para preencher a lacuna de profissionais na área e para o desenvolvimento de tecnologias nacionais para pessoas com deficiência, fomentados por programas governamentais com o “Viver sem Limites””, destacou o professor.

A disciplina promoveu a integração com a sociedade, por meio da participação de pessoas envolvidas com organizações de Lavras que trabalham com pessoas com deficiência.  Durante a disciplina, os alunos tiveram a oportunidade de desenvolver projetos de tecnologias que podem melhorar a vida de pessoas com deficiência, como um aro magnético para melhorar a clareza dos sons para usuários de aparelhos auditivos, aplicativos de comunicação alternativa para pessoas com limitações na fala e/ou deficiências intelectuais, alternativas de leitores de tela para usuários cegos, além de estudos diagnósticos sobre a acessibilidade de portais Web de serviços públicos e sites comerciais.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Trabalho da 6ª Companhia da Polícia com colaboração de ex-aluno do DCC se classifica no 9º Prêmio de Excelência em Gestão Pública do Estado de Minas Gerais

unnamed2

O ex-aluno do DCC Alan Cassiano desenvolveu um software para auxiliar a polícia ambiental a mapear os crimes e operações realizadas no sul de minas.

O título do trabalho é “Desenvolvimento do SICEPRA – Sistema de Controle de Eventos da Polícia Rodoviária e Ambiental”. Este software foi incorporado ao SIU (Sistema Informátizado Unificado) desenvolvido pela equipe de inteligência da polícia, o SIU foi classificado entre os 9 melhores projetos concorrendo com 180 em sua categoria no 9º Prêmio de Excelência em Gestão Pública do Estado de Minas Gerais.

O nome do projeto é Gestão de TI aplicada à Defesa Social. Modalidade C.

http://www.planejamento.mg.gov.br/premio-excelencia-em-gestao-publica/9-premio-excelencia-em-gestao-publica-do-estado-de-minas-gerais-2014/48-menu-principal/premio-excelencia-em-gestao-publica/3333-trabalhos-finalistas

 

unnamed

Membros da banca prof. Raphael Winckler de Bettio (Orientador/DCC), prof. André Luiz Zambalde (DCC), prof. Renato Ramos da Silva (DCC), major Ageu Evangelista Ferreira (Comandante/Sexta Companhia de Polícia Militar Independente de Meio Ambiente e Transito Rodoviário).

Segue link com maiores informações sobre o trabalho: SIU

A equipe do DCC parabeniza Alan pela dedicação e ótimo trabalho!

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Aplicação WebHelpDyslexia é classificada como finalista do Prêmio Todos@Web do W3C Brasil, NIC.BR e CGI.BR

É com grande satisfação que informamos que a aplicação WebHelpDyslexia, desenvolvida como parte de dois TCCs de alunos do curso de Sistemas de Informação sob orientação do Professor André Pimenta, foi classificada como finalista do Prêmio Todos@Web do W3C Brasil, NIC.BR e CGI.BR, na categoria “Aplicativos e Tecnologias assistivas”.
O aplicativo é uma extensão para o navegador Google Chrome com funções para auxiliar a leitura de conteúdo por pessoas com dislexia.  O trabalho foi desenvolvido pelos alunos Luis Otávio de Avelar e Guilherme Camilo Rezende, como parte dos projetos do Núcleo ALCANCE – Núcleo de Pesquisas em Acessibilidade, Usabilidade e Tecnologia Assistiva.
A aplicação em breve estará disponível para download e uso no Google Chrome.
A apresentação e divulgação dos premiados será no próximo dia 4 de dezembro.
Ficaremos na torcida!
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

 capa Foi publicado, pela Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC), o livro “Introdução a heurísticas para redução de largura de banda de matrizes”, volume 75, na série Notas em Matemática Aplicada.
A SBMAC é uma das sociedades científicas mais importantes do país.
O livro é de autoria do Prof. Sanderson L. Gonzaga de Oliveira e do mestrando do PPGCC, Guilherme Oliveira Chagas.
No livro, é explicada a importância dos problemas de
redução de largura de banda e de profile de matrizes.
São mostradas várias heurísticas para a solução aproximada desses problemas, algumas dessas heurísticas são baseadas em meta-heurísticas, como otimização por colônia de formigas e VNS.

Todos os livros da série Notas em Matemática Aplicada da SBMAC
estão disponíveis para download gratuito em http://www.sbmac.org.br/p_notas_titulos.php

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Aluno do curso de Ciência da Computação ganha o prêmio de melhor trabalho de iniciação científica do CIUFLA

image150
O encerramento do XXVII Congresso de Iniciação Científica (Ciufla), IX Congresso de Extensão (Conex) e XXIII Congresso da Pós-Graduação  foi marcado pela premiação dos melhores trabalhos.

Entre os mais de dois mil trabalhos inscritos nos Congressos, 12 foram condecorados no encerramento do evento (1º, 2º e 3º lugar de cada Congresso, sendo que o Ciufla teve duas categorias).

Com grande satisfação, informamos que na categoria  “Destaque na Iniciação Científica”, o aluno Armando Honório Pereira, orientado pelo  professor Denilson Alves Pereira obteve o 1º lugar com o trabalho: Tucano – um arcabouço para coletar Listas de publicações de um dado pesquisador a partir da Web.

O DCC parabeniza aluno e professor.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário